Blog dedicado ao mundo da corrida e do desenvolvimento pessoal

.favorito

. Estás Motivado?

. A Roda da excelência

. Psicologia das lesões, ou...

. Corredores, quem somos nó...

. Correr, para quê?

. Projecto Espaço Jovem - C...

. O Furacão da Estrada – hi...

. A viagem

. O “baldas” mais aplicado ...

. A excelência aqui tão per...

.arquivos

. Novembro 2016

. Janeiro 2016

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Maio 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Agosto 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.Visitantes

.Entrevista CorreComAlma RCSantarém

.Berlin 2009

.You Ready?

.Carlos Lopes - voltaremos a ter outro?

.Why I Run

Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

Furacão da Estrada - versão II

Ele está de volta. Vejam bem amigos, o e-mail que recebi:

 

Enviada: dom 27-09-2009 14:44

"bom dia DR. Paulo Paixão Miguel.
faz hoje precisamente 10 anos que chegou á peninsula iberica  o anticiclone de origem alcatrão.
depois de alguma instabilidade e durante estes ultimos 10 anos este anticiclone ainda se mantem em actividade, no entanto baixou a sua intensidade nestes dois ultimos anos devido ás alterações cilamtericas (lesões) registadas nesta região.
Ultimos estudos feitos pela NASA indicam que ele está de volta, não com a intensidade de á 10 anos atráz, mas ainda assim com  intensidade suficiente para causar estragos de certa forma avultados.
coincidencia ou não, preve-se que atinja a sua intensidade maxima lá para os fins de Novembro principios de Dezembro, exactamente como antes, temendo-se tambem  que passe a tornado.
Os conselhos são os mesmos que há 10 anos atráz.
nota: a protecção civil aconselha em especial os proprietarios dos automoveis de marca audi que costumam estacionar junto á escola superior de desporto, que colem bem os simbolos ja que á passagem do anticiclone e devido ao aumento da sua intensidade pode arranca-los.
normalmente a sua formação e passagem é entre as 15 e as 17 horas.
 
furacao da estrada" 

 

Estarei atento a estas performances do CC mais conhecido por furacão da estrada. No sentido de humor e qualidade artistico-literária, estão ao melhor nível, vamos ver na pista e na estrada..., loool.

publicado por ppmiguel às 01:13
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Sábado, 19 de Setembro de 2009

Gostas de coisas complicadas…, então como é que nos conhecemos a nós próprios e interiormente?

 

Recebi faz dois dias esta sms de uma amiga. Uma pergunta muito interessante que eu lhe sugeri responder aqui mesmo no blog.
Parece-me que ela colocou esta questão, porque diz que cada vez que se encontra comigo e pomos a conversa em dia, supostamente para aclarar ideias sobre como melhorar no emprego, nas relações com outros, nos tempos livres etc…, em vez de isso acontecer, fica bastante mais confusa..., porque, diz ela, “eu lhe faço muitas questões”.
Acha ela que em vez de colocar questões sobre determinados assuntos, a fim de obrigar à respectiva reflexão, deveria dar ideias ou dizer qual a melhor solução, ou o que é que eu faria na situação A, ou B, ou C.
Não estando em desacordo com essas possibilidades, parece-me que cada um é que deve procurar o que é melhor para si. Neste sentido, se um pai, um professor, ou um amigo proporcionar um caminho para que possamos fazer uma reflexão e tomar decisões para escolher o que nos parece ser melhor para nós, estará a ter uma muito melhor contribuição para a nossa evolução. Tento várias vezes fazer isso, colocando questões e desafios a muitos dos que se cruzam comigo.
Tento também fazê-lo comigo mesmo, mantendo o meu diálogo interior actualizado. Contudo, ao receber esta sms, parece que esta simples questão que eu poderia ter colocado a mim mesmo, talvez por ter sido outra pessoa a colocar, teve um eco completamente diferente e bastante mais exigente.
A propósito disto, hoje mesmo durante uma corrida de quase uma hora na mata, e à conversa com um outro amigo, falávamos sobre a nossa profissão, as possibilidades que oferece e o que cada um gosta de fazer. De repente dei por mim a colocar questões que coloquei há 11 anos atrás quando mudei de local de trabalho. Aquando da nova oferta foram equacionados os prós e os contras de cada uma das possibilidades – eu optei por aquela que oferecia uma carreira mais promissora e remunerações bastante mais vantajosas. Contudo, 11 anos depois as questões continuam a ser as mesmas. Elas não começaram hoje, antes parece que ficaram adormecidas e de quando em vez quando alguma coisa vai menos bem, vêm à tona parecendo querer lembrar-me de por onde é o meu caminho. Na verdade continuo sem saber exactamente por onde é, mas aos poucos parece que alguns pequenos sinais me vão dizendo por onde…, não é.
Creio que a resposta à pergunta é exactamente essa – não existe resposta. Mas ao longo do caminho, ao fazermos a nossa análise do percurso já efectuado e ao olharmos para o que nos faz mover – algo que nos direcciona para os nossos sonhos, para aquilo em que acreditamos e para o que realmente gostamos, talvez comecemos a conhecer-nos um pouco mais.
publicado por ppmiguel às 00:56
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
| | partilhar
Domingo, 13 de Setembro de 2009

Que grande confusão

 

Faz algum tempo que ando para escrever aqui alguns posts. Desde Julho, que tirei tópicos para vários, mas ficaram-se pelas ideias burbulhantes na minha cabeça e mais umas quantas reflexões entre os episódios habituais do dia-a-dia. Depois, com algumas leituras de Verão que estou a terminar e o in-sight que permitiram, desafiei-me a mim mesmo para escrever sobre alguns desses assuntos.
Ontem que foi um dia cheio, cruzei-me com uma amiga de longa data, daquelas que o conhecimento não é o mais profundo, mas que sempre me despertou uma certa curiosidade – é bonita, simpática e parece muito segura de si mesma. Tinha uma tatoo de equilíbrio lua vs sol que me chamou a atenção.
Fiquei a pensar nisso, no equilíbrio e nas minhas mais recentes descobertas existenciais, sobre a vida, sobre as relações entre as pessoas, sobre mim mesmo, sobre o que quero, o que sou, onde estou e como sou.
À noite, uma reunião de última hora que um amigo meu me arranjou com alto responsável de produção de material desportivo de uma marca internacional e o stress que foi para lhe tentar explicar o projecto que ando tentar implementar com mais algumas pessoas amigas e colaboradores – tentei ser eu mesmo e explicar da forma mais honesta e dizer realmente o que sinto sobre o assunto, mas que fiquei nervoso, fiquei…
Hoje, pesquisei umas coisas, para ver se encontrava a tradicional imagem de equilíbrio, nos meus livros e em alguns sites da net, li qualquer coisa e acho que fiquei mais confuso. Por isso vou deixar estas linhas e vou cortar a relva do jardim, que bem precisa e talvez um breve passeio de btt.  
Espero amanhã, rir-me disto, loooool
 
publicado por ppmiguel às 19:12
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.CorreComAlma.com

Blog de apoio ao site www.correcomalma.com

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.fotos corrida

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds