Blog dedicado ao mundo da corrida e do desenvolvimento pessoal

.favorito

. Estás Motivado?

. A Roda da excelência

. Psicologia das lesões, ou...

. Corredores, quem somos nó...

. Correr, para quê?

. Projecto Espaço Jovem - C...

. O Furacão da Estrada – hi...

. A viagem

. O “baldas” mais aplicado ...

. A excelência aqui tão per...

.arquivos

. Novembro 2016

. Janeiro 2016

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Maio 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Agosto 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.Visitantes

.Entrevista CorreComAlma RCSantarém

.Berlin 2009

.You Ready?

.Carlos Lopes - voltaremos a ter outro?

.Why I Run

Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

Viva la vida

 

Cada um de nós tem a sua história e não raras vezes achamos que a nossa história dava filme. Tantas coisas nos acontecem, especialmente quando achamos que queremos um caminho e o acaso ou situações mais improváveis nos levam para outro, ou outros. Por vezes, uma conversa, um encontro, uma viagem perdida, uma falta, enfim, uma pequena coincidência levam a que o rumo da nossa vida seja completamente diferente. Talvez por isso, quando passamos na encruzilhada e o caminho passa a ser outro, que muitas vezes não queremos mas nos leva a oportunidades que se soubermos agarrar poderão dar o tal filme a que nos referimos.
Creio que há coisas que nós podemos controlar, mas também acredito que imensas situações da nossa vida escapam ao nosso controlo. É ai que surgem as coincidências, ou os acasos. Há quem lhe chame sinais, há quem acredite e há quem não ligue nenhuma, mas uma coisa é certa, que há coisa da nossa vida que nós não controlamos, há. Como dizem os espanhóis, “las bujas, nadie se lo cree, pero que las hay, las hay”.    
            As oportunidades estão em toda a parte. Quanto ao destino do filme ou às suas características e contornos, de comédia, drama, aventura, com final feliz ou não etc…, bem, isso creio que já dependerá mais de nós. Muitas vezes achamos que o nosso guião é extremamente complicado e talvez por isso merecesse mesmo película de cinema. Contudo, de vez em quando cruzam-se connosco algumas pessoas que nos mostram histórias ainda mais fantásticas e ousadas.
        Este Verão quando estávamos na China, tivemos oportunidade de conhecer muitos portugueses. Ficamos a conhecer parte da história de um deles, por ali bem estabelecido profissionalmente. A sua aventura fascinante só ocorreu porque passou por um processo de divórcio complicado e vai daí, ousou fazer o caminho menos percorrido – lançou-se em terras do oriente e lançou-se num negócio que parece estar a correr bastante bem. Se deu para sentir nas suas palavras uma certa saudade, colmatada com várias viagens que fazia regularmente entre os 2 lados do mundo, também deu para sentir o gosto que tinha pelo que estava a viver em terras do Oriente.            
        Por esta e por todas as histórias ousadas, improváveis e que nos inspiram, acho que os Coldplay têm razão… Viva la vida – aproveitemo-la.,
Vivendo com alma,
Amando com alma,
Correndo com alma.
 
sinto-me:
publicado por ppmiguel às 01:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
| | partilhar

.CorreComAlma.com

Blog de apoio ao site www.correcomalma.com

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.fotos corrida

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds